Circuncisão da língua – A Oração

Circuncisão da língua – A palavra hebraica para circuncisão é Milá.

Esta mesma palavra, entretanto, também significa “palavra”, tal como encontramos:

“O Espírito de Deus fala por mim e Sua Palavra (Milá) está em sua língua” (2 Samuel 23:2).

Daí que isto também possa se traduzir como a palavra da língua.

A circuncisão da língua refere-se à capacidade para usar os mistérios da língua hebraica.

Também se refere à capacidade para perscrutar os mistérios da Torá.

Em um sentido mais geral, tal circuncisão denota fluência verbal.

De alguém que não pode falar propriamente é dito que tem lábios incircuncisos.

Moisés, por conseguinte, disse: “como o Faraó me ouvirá se tenho os lábios incircuncisos? (Êxodo 6:12)”.

Quando é dado a alguém o poder de falar propriamente, sua língua é considerada circuncidada.

Isto é, este poder manifesta-se tanto através da circuncisão como na palavra falada.

A circuncisão da língua – cinco oposto a cinco

Um bom exemplo disso se encontra na Benção Sacerdotal.

Nela os sacerdotes levantam as mãos e pronunciam a bênção delineada na Escritura (Números 6:22 – 27).

Os sacerdotes levantam as mãos precisamente na altura da boca, conforme está escrito:

“Aharon levantou suas mãos para o povo e o benzeu.” (Levítico 9:22).

O sacerdote-cohen¹ deve concentrar-se no fato de que seus dez dedos representam as Dez Sefirot.

Como resultado da focalização da força espiritual entre suas duas mãos, sua língua está circuncidada e a benção surte o efeito apropriado.

A circuncisão da língua

A circuncisão da língua

O mesmo é verdadeiro no ato de elevar as mãos em oração.

Aqui, novamente, as duas mãos focalizam o poder espiritual para circuncidar a língua, permitindo ao indivíduo orar efetivamente.

Em alguns sistemas de meditação cabalística também se usava a aposição de mãos no alto para focalizar a energia espiritual.

Por uma razão parecida, os sacerdotes-kohanim² tinham que lavar suas mãos e pés antes do Serviço Divino.

Glossário:

1 – Cohen ou Kohen (em hebraico כהן, sacerdote, pl. כהנים kohanim) é o nome dado aos sacerdotes na Torá, cujo líder era o Cohen Gadol (Sumo Sacerdote de Israel), sendo que todos deveriam ser descendentes de Aarão.

2 – Em hebraico כהן, sacerdote, pl. כהנים kohanim, sacerdotes.

Fonte: Sêfer Ietsirá – Arieh Kaplan

Crédito da imagem de capa: Designed by Freepik

Talvez você também goste de ler:
Os mundos da cabala no corpo – Os Elementos





Siga nossa Rede Social:
20

Sobre o autor

Cristinna Saviani

Cristinna Saviani tem sua formação clássica em Farmácia e Bioquímica pela PUCC, com foco em Homeopatia, Fitoterapia e Florais.
Estudante e praticante de Cabala desde a adolescência, iniciou seus estudos de astrologia como autodidata em 1997, posteriormente fazendo vários cursos de formação na área, na qual tem atuado profissionalmente desde o ano de 1999.
Acreditando que a maior qualidade da astrologia é levar o indivíduo ao autoconhecimento e consequente evolução, aprofunda a análise de seus clientes em todos os níveis disponíveis para que se chegue ao cerne das questões que inquietam e atrapalham a vida nos diversos campos da vida.
Natural de Campinas - SP, vive atualmente em Fortaleza, onde atua
na área de publicidade (CEO Staff Publicity), programação web, marketing e astrologia, fazendo análises de tema natal, previsão e mapa anual de fertilidade feminina.

Deixe um comentário

Gosta de nosso site? Deixe seu like.