Nimshahta mimidat haKodesh – Bar Yochai Song

Mostre a sua GRATIDÃO e curta nossa página no Facebook:

Nimshahta mimidat haKodesh – bar Yochai Song

Nimshahta mimidat haKodesh – mais conhecida como a canção de Rabbi Shimon bar Yochai, é um hino que exalta as virtudes do rabino Shimon bar Yochai, o autor do sagrado Zohar. Nimshahta mimidat haKodesh relata como ele alcançou a grandeza em cada uma das 10 sefirot.Confira a letra e a tradução para português no site:http://www.astrotrends.com.br/conteudo/2018/10/09/nimshahta-mimidat-hakodesh-bar-yochai-song/

Posted by Astrotrends on Tuesday, 9 October 2018

Nimshahta mimidat haKodesh – mais conhecida como a canção de Rabbi Shimon bar Yochai, é um hino que exalta as virtudes do rabino Shimon bar Yochai, o autor do sagrado Zohar.

Nimshahta mimidat haKodesh relata como ele alcançou a grandeza em cada uma das 10 sefirot.

Cada estrofe corresponde a uma diferente séfira (indicada aqui pelas pequenas palavras hebraicas que precedem cada estrofe (malchut, yesod, etc.).

O compositor soletrou seu nome (Shimon Lavia) nas primeiras letras das estrofes hebraicas.

Esta canção, comumente cantada no Shabat e durante todos os dias da contagem do Omer, é ouvida o tempo todo em Lag B’Omer, na cidade de Meron, ao norte de Israel, o local do túmulo de Rabbi Shimon.

Abaixo a transliteração do hebraico:

Nimshahta mimidat haKodesh – transliteração do hebraico

Refrão:

Bar Yohai
Nimshahta
Asherecha
Shemen sason
Mei’ haverecha.

Estrofe I:

Bar Yohai, shemen mishhat kodesh
Nimshahta mimidat haKodesh
Nasata tzitz neizer haKodesh
Havush al rosh’ha p’eirecha

Refrão: Bar Yohai…

Estrofe II:

Bar Yohai, moshav tov yashavta,
Yom nasta, yom asher barahta
Bi’marat tzurim she’amadta
Sham kanita hod’cha vahadarech

Chorus: Bar Yohai…

Estrofe III:

Bar Yohai, atzei shittim om’dim
Limudei Hashem hem lom’dim
Or muphleh, or haY’kod heim yoke’dim
Halo heimah yorucha morecha

Refrão: Bar Yohai…

Estrofe IV:

Bar Yohai, v’lisdei tapuhim
Aalita lilkot bo merkahim
Sod Torah k’tzitzim u’phrahim
Na’aseh adam n’e’mar ba’avurecha

Refrão: Bar Yohai…

Estrofe V:

Bar Yohai, ne’ezarta bigvurah
Uv’milhemet eish dat haSha’rah
V’herev hotzeita mita’raah
Shalaphta neged tzorerecha

Refrão: Bar Yohai…

Estrofe VI:

Bar Yohai, limkom avnei shayish
Higa’ta u’phnei aryeih layish
Gam gulat koteret aal aayish
Tashuri u’mi y’shurecha

Refrão: Bar Yohai…

Estrofe VII:
Bar Yohai, b’Kodesh haKodashim
Kav yarok, m’hadesh hodashim
Shevaa shabatot, sod hamishim
Kasharta kishrei shin k’sharecha

Refrão: Bar Yohai…

Estrofe VIII:

Bar Yohai, yud chochmah k’dumah
Hishkaphta lichvodo p’nimah
Leiv n’tivot reishit t’rumah
At k’ruv mi’m’shah ziv orecha

Refrão: Bar Yohai…

Estrofe IX:

Bar Yohai, ore muphleh rum ma’lah
Yareita mi’l’habit ki rav laah
Ta’alumah v’ayin korei laah
Na’amta aayin lo t’shurecha

Refrão: Bar Yohai…

Estrofe X:

Bar Yohai, ashrei yolad’techa!
Ashrei ha’am heim lom’decha
V’ashrei haOm’dim al sodecha
L’vushei hoshen tumecha v’urecha

Refrão: Bar Yohai

Abaixo, a tradução para que todos possam compreender seu significado.

Nimshahta mimidat haKodesh – transliteração para Português

Bar Yochai – afortunado é você, ungido com óleo alegre [sabedoria], além de seus companheiros.

(Malkut):

Bar Yochai… Você foi ungido com o óleo sagrado que flui da fonte transcendente [misericórdia]. [Como o Sumo Sacerdote], você usava uma coroa sagrada que separava você de outros homens, uma aura de esplendor eternamente sobre sua cabeça.

(Refrão)

(Yesod):

Bar Yochai… Foi uma bela moradia que você encontrou, no dia em que fugiu dos romanos.

[Por treze anos] você ficou na areia da caverna rochosa – lá você mereceu a sua coroa de esplendor e radiância.

(Refrão)

(Netzach / Hod):

Bar Yochai… Seus alunos são como os [fortes e belos] raios de madeira de acácia [usados para sustentar o Tabernáculo].

Quando eles aprendem a Torá de D’us, eles se inflamam com a maravilhosa luz ardente [de seus segredos]. Eis que esses segredos foram revelados a você por seus professores [Moisés e Elias].

(Refrão)

(Tiferet):

Bar Yochai… [Enquanto ainda vivo] você ascendeu ao Campo das Maçãs [Jardim do Éden] para reunir remédios [para as almas de seu povo].

Segredos da Torá cujas fragrâncias são mais doces que flores e flores. Só para você a criação inteira do Homem valeu a pena.

(Refrão)

(Gevura):

Bar Yochai… Você cingiu-se com força e atingiu o autodomínio total para lutar na batalha da Torá do fogo [fogo negro sobre branco] nos portões [onde os juízes estavam sentados].

Você desembainhou sua espada e a brandiu contra os inimigos [do seu povo].

(Refrão)

(Chesed):

Bar Yochai … Você subiu a um palácio de pedras de mármore puro.

Mesmo lá você [endureceu seu rosto como o leão, e] ficou imóvel diante da constelação de Leão. ¹

Coroado em glória, você subiu além do Grande Urso [para perceber maravilhas que nenhum mortal jamais captou].

Você viu, mas quem poderia ver você?

(Refrão)

(Bina):

Bar Yochai… Quando você alcançou o Santo dos Santos [do Tabernáculo Superior, você captou o segredo] da Linha Verde (o fio da luz medida através da qual D’us criou o mundo e) através do qual Ele continuamente renova as obras da Criação diariamente.

[As obras da Criação são conhecidas como] as Sete Semanas (Quarenta e Nove Portas de Entendimento).

Para ir além disso e captar o segredo das Cinquenta, você ligou [seu pensamento] à letra Shim [nos dois lados do Tefilin ²].

(Refrão)

(Chochma):

Bar Yochai… Você percebeu o brilho interno da letra Yud, a sabedoria inefável da Torá que precedeu a Criação.

[Você domina] os Trinta e Dois Caminhos [que fluem do Yud, a essência da Torá que é chamada] o “Primeiro Terumah”³.

Então, como os Querubins [no alto], você foi ungido com o esplendor da luz radiante de [D’us].

(Refrão)

(Keter):

Bar Yochai… Quando você alcançou o nível mais alto da misteriosa luz oculta, você temeu olhar devido à grandeza de seu brilho.

É [o nível mais oculto da Vontade e Propósito de D’us, que] é chamado de “nada”, sobre o qual [D’us] disse: “Nenhum homem pode Me ver [e permanecer fisicamente vivo]”.

(Refrão)

Nimshahta mimidat haKodesh – Notas explicativas

  • 1 – Existe uma passagem do Zohar onde está escrito que Chesed olha o Leão de frente. Este é um dado importante para que se compreenda os 32 caminhos da Árvore da Vida e suas correspondências e atribuições.
  • 2 – Tefilin é o nome dado a duas caixinhas de couro, cada qual presa a uma tira de couro de animal kasher, dentro das quais está contido um pergaminho com os quatro trechos da Torá em que se baseia o uso dos filactérios.
    O Tefilin é usado na cabeça, segundo os mandamentos da Shemah (e serão Tefilin entre os teus olhos)
  • 3 – Terumah é a palavra hebraica para oferta, oferenda ou presente. Refere-se a décima segunda palavra e primeira palavra distintiva na Parashah) é a décima nona porção semanal da Torá (פָּרָשָׁה, parashah) no ciclo anual judaico da leitura da Torá e a sétima no Livro do Êxodo.
    Chochma é também chamada Segunda Glória, e a primeira manifestação depois de Kether.

Talvez você também goste de ler:
Os mundos da cabala no corpo – Os Elementos

Portanto, Nimshahta mimidat haKodesh, Nimshahta mimidat haKodesh, Nimshahta mimidat haKodesh, Nimshahta mimidat haKodesh, Nimshahta mimidat haKodesh, Nimshahta mimidat haKodesh

Portanto, Nimshahta mimidat haKodesh, Nimshahta mimidat haKodesh, Nimshahta mimidat haKodesh, Nimshahta mimidat haKodesh, Nimshahta mimidat haKodesh, Nimshahta mimidat haKodesh, Nimshahta mimidat haKodesh





Sobre o autor

Cristinna Saviani

Cristinna Saviani tem sua formação clássica em Farmácia e Bioquímica pela PUCC, com foco em Homeopatia, Fitoterapia e Florais.
Estudante e praticante de Cabala desde a adolescência, iniciou seus estudos de astrologia como autodidata em 1997, posteriormente fazendo vários cursos de formação na área, na qual tem atuado profissionalmente desde o ano de 1999.
Acreditando que a maior qualidade da astrologia é levar o indivíduo ao autoconhecimento e consequente evolução, aprofunda a análise de seus clientes em todos os níveis disponíveis para que se chegue ao cerne das questões que inquietam e atrapalham a vida nos diversos campos da vida.
Natural de Campinas - SP, vive atualmente em Fortaleza, onde atua
na área de publicidade (CEO Staff Publicity), programação web, marketing e astrologia, fazendo análises de tema natal, previsão e mapa anual de fertilidade feminina.

Deixe um comentário